Professora da Universidade Feevale publica artigo no livro Diário de Pesquisadores: Traje de cena, organizado por Fausto Viana e Rosane Muniz.

O livro Diário de Pesquisadores: Traje de Cena, organizado por Fausto Viana, que esteve presente no Moda Insights 2012, e Rosane Muniz.

Confira a sinopse do livro:

Não há ainda um levantamento brasileiro preciso de quantos trabalhos acadêmicos ou publicações tratam exclusivamente do tema traje de cena. Ou figurino, como se costuma utilizar de forma mais generalizada. Um levantamento informal, no entanto, revela que este é um bom momento para as pesquisas nessa área tão híbrida, já que resulta da mistura de muitos elementos.

O traje de cena, importante elo de comunicação entre performer e receptor, traz em si os elementos da antropologia, da etnologia, das artes plásticas e cênicas, da moda, da arquitetura, do design e de muitas outras.

Todas essas abordagens podem ser alvo de estudos, e muitas realmente têm sido. Os trabalhos sobre traje de cena no teatro, televisão, cinema, circo, dança, ópera, performance, além das suas relações com a moda, se expandem no país. Aqui, nesse Diário de Pesquisadores, vinte e cinco artigos marcam um flagrante das pesquisas que possuem como foco de interesses o que se tem discutido nas universidades e no grupo Traje de Cena, do Colóquio de Moda.

E dentre os artigos publicados neste livro, se encontra “Fiapos, retalhos e (sobras) para possíveis entrelaçamentos entre figurino e moda na construção dos corpos performáticos contemporâneos” de autoria da professora do Curso de Moda da Universidade Feevale, Ana Hoffmann. Este artigo resume parte das propostas de estudos da disciplina de Projeto de Figurino, do curso de Moda da Universidade Feevale e procura refletir sobre algumas possíveis relações entre moda e figurino na atualidade. A partir da hipótese de que o sujeito utiliza máscaras para reforçar sua identidade, e/ou máscaras para proteger sua identidade, traçam-se conexões entre a construção do traje de cena, o figurino; e os modos de “ser e estar na moda” contemporâneos, através do vestuário e seus códigos que comunicam ou expressam comportamentos. Para este sujeito dá-se no nome de sujeito performático da moda, que atua no palco da vida real, seja através de recursos estéticos, ou de atitudes, que na lógica da identificação, criam modos de aceitação e pertencimento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: